quinta-feira, 14 de maio de 2015

"Recalque" passar longe? Entenda o que é recalque e porque ele nunca vai passar longe.

   Quem já ouviu frases de musicas como "recalque passar longe"  acha que o recalque é uma forma de inveja, ou até mesmo de esnobar uma pessoa, como propõe algumas musicas. 

   O que acontece é que o termo recalque, caiu em gosto popular e essa popularização do termo sem o sentido original está sendo disseminado, perdendo seu real significado.

   O recalque foi primordialmente estudado por Freud e designa o mecanismo através do qual o indivíduo tenta eliminar do seu consciente representações que considera inaceitáveis.

  Neste processo o indivíduo tenta manter ao nível do inconsciente emoções, desejos, lembranças ou afetos possíveis de entrarem em conflito com a visão que o indivíduo  tem de si mesmo ou na sua relação com o  seu mundo individual.

   Freud relata que este mecanismo está presente desde o início e trata-se de algo que contribui para uma simplificação da existência, não devendo ser considerado como patologia.
  Para que possamos melhor compreender, o estado patológico é atingido quando a pulsão reprimida passa a provocar desprazer em vez de prazer.
   Devido a características como baixa autoestima, isolamento, timidez ou autopunição, o termo "recalque" é utilizado popularmente para designar uma pessoa invejosa ou reprimida, muitas vezes erroneamente como forma de insulto.
   Podemos finalizar que na psicanálise (Principalmente Freudiana), o recalque é definido como uma técnica de preservação.
   Em momentos extremos de descargas emocionais intensas, é ativado este mecanismo de repressão da emoção. 
   Mas conter essa emoção pode resultar em problemas ainda maiores.
   Posso dizer que uma pessoa  que recalca, ela guarda o que sente, ela internaliza seu sentimento, fazendo com que  isso venha voltar como carga sintomática, tanto no corpo físico quanto no comportamento do indivíduo. Pode-se mostrar causas psicossomáticas como algumas doenças físicas, como também problemas comportamentais como agressividade, ansiedade, raiva e ira, também podendo mudar sua maneira de comportar-se no dia dia, parecendo que é uma outra pessoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário