quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Técnicas de seleção de RH



Nos anos que trabalhei em empresas posso afirmar que ao falar de RH dentro de uma empresa necessita-se de um esclarecimento minucioso, tanto para empresa de como aplicaremos as técnicas, quanto para o candidato que se submeterá a seleção.

As técnicas de seleção permitem um rastreamento das características pessoais dos candidatos através do estudo rápido de seu comportamento. Uma técnica eficaz de seleção deve ter algumas características, como rapidez e confiabilidade, também precisa ser capaz de predizer o comportamento do candidato no cargo e se será capaz de executar tarefas que propõe a vaga. Na pratica se escolhe mais de uma técnica de seleção para cada processo de seleção sendo na maioria das vezes:

- Entrevistas;
- Provas de conhecimento ou de capacidade;
- Testes psicométricos;
- Testes de personalidade;
- Avaliação Psicológica;
- Dinâmica em grupo;
- Técnicas de simulação.

Estes testes dependem do tipo de seleção e tipos de cargos a serem ocupados pelos candidatos. Se for a nível operacional de muitas vagas, pode-se fazer uma entrevista coletiva para peneirar os que tem o perfil que a empresa necessita e os que não se enquadram. Já por exemplo em uma vaga para gerência de uma grande empresa necessita-se de uma bateria de testes onde enquadram-se testes de personalidade, entrevistas, avaliação psicológica entre outras, dependendo do nível do cargo a seleção pode demorar vários dias, se não semanas. Além disso, o Psicólogo não baseará somente na seleção para a escolha, mas em itens do currículo que podem provocar a efetivação do cargo por pontuação. Como análise de dados pessoais, escolares, experiências em cargos e salários.

Podemos concluir que o Psicólogo que responsabiliza-se em fazer uma seleção de pessoas necessita ser amplamente profissional, com uma base teórica e prática com amplitude pois irá direcionar itens fundamentais a uma empresa, o objetivo do processo de seleção de pessoal é escolher o candidato com melhores conhecimentos e habilidades para desempenhar determinado cargo, deste modo o contratante pode olhar para o novo contratado como uma peça valiosa no processo de crescimento da empresa. Nos próximos textos discutiremos a introdução a gestão por competência e como o Psicólogo trabalha neste meio.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015


O que é Arteterapia?

Como os leitores sabem eu sou Psicóloga formada e especialista, sou uma grande apaixonada pela arte como um todo, acredito que tudo que o ser humano faça com as mãos são processos simbólicos  e fragmentos de existência!

“Mexer com tinta, é mexer com as emoções, sentimentos, sensações, com o que existe de mais valioso na vida: o "SER"... Pois mexemos e trabalhamos com o elemento água. Vivenciamos e nos conectamos com o mais profundo de nossa essência, com o mais profundo de nosso "eu", o nosso "Self", retornando ao estado do útero materno..." (Arte terapeuta - Jônia Pezenti/2014).

Acredito que criar abrange a habilidade em usar o cérebro para alterar, renovar, recombinar os aspectos da nossa  vida num contexto geral . Implica em sentir o mundo com delicadeza da alma de um artista e reproduzir  um novo mundo sob sua ótica.

A Arteterapia é o uso da arte como terapia, mas como isso funciona?

A Arteterapia é então uma terapia que através da estimulação da expressão  do desenvolvimento da criatividade vem favorecer a liberação de emoções, de conflitos internos, de imagens perturbadoras do inconsciente para serem trabalhadas em processos de catarse. Contato com ansiedades, conteúdos reprimidos, medos para compreendê-los e trabalhá-los em processo terapêutico. A Arteterapia trabalha a coordenação motora do indivíduo por trabalhos manuais. E traz em sua terapia o equilíbrio físico e mental que o indivíduo busca para viver Significativamente melhor.

Embora seja uma atividade milenar a terapia com trabalho manual para se desfocar de algo ruim, esquecer coisas do cotidiano e acelerar um processo criativo, a Arteterapia desenvolveu-se como estudo a poucos anos, cerca de 60 anos para firmar como terapia alternativa e ainda luta constantemente pelo seu posto no meio da Psicologia.
Estas técnicas consistem na criação de material sem preocupação estética e sim apenas de expressar sentimentos, sem a preocupação com o olhar de critica do outro para simplesmente trabalhar o melhor de si para si. Esta catarse é de fato muito saudável fazendo com que o indivíduo consiga olhar para si, e reconstruir-se aos poucos. A arte é por si só uma atividade regeneradora e revigorizante,  também vale lembrar que a arte está ligada ao processo simbólico de construção de sociedade, sublimando algo negativo para algo aceitável.
No processo criativo, a energia do inconsciente se liga a um arquétipo e ao expressar numa linguagem simbólica pode acontecer uma liberação de sentimentos, desejos, medos e frustrações na arte. Por isso a famosa frase “A arte é a alma do artista”.
A arte é um canal para um nível não verbal de percepção que leva ao processo psíquicos de simbologia e interpretação. Neste processo somos forçados a nos confrontar com diversas partes do nosso íntimo mais profundo e escondido, que estão geralmente em conflito com nossas ideias e ideais no comportamento consciente.

A arte como terapia abrange em suas técnicas: pintura, desenho, modelagem, escultura, colagem, drama, teatro, jogos de interpretação de papel, jogos na areia, expressão corporal, música, canto, poesia, escrita, contos entre outras.
Para finalizar, 
concluímos que a Arteterapia é uma visão Holística que considera o todo maior que a soma das partes onde o individuo não é o problema, mas o problema está ali e será cuidado, a criatividade é um ponto entre a solução e a problemática central, basta o indivíduo concentrar-se no seu eu e conseguir trabalhar suas respostas interiores.